4 de jul de 2008

Marketing - Parte 2



“É melhor tentar e falhar, que se preocupar e ver a vida passar. É melhor tentar, ainda que em vão que se sentar, fazendo nada até o final. Eu prefiro na chuva caminhar, que em dias frios em casa me esconder. Prefiro ser feliz embora louco, que em conformidade viver”.
Martin Luther King

Classificação das Estratégias de Marketing

Quanto à dominância no mercado

Qual a posição que você quer do mercado? Existem poucos concorrentes? Seu produto é o melhor?

Estratégia de liderança teste - Você domina o mercado, pode ser por produtos de melhor qualidade, Marca ou falta de concorrentes.


Desafiante – Quer fazer concorrência direta com o produto dominante do mercado e para isso deve se ter os diferenciais


Seguidor – Copiar o já existente (estratégia só para o início da empresa, essa estratégia em longo prazo é a do derrotado).


Nicho de mercado – Se focar em um grupo do mercado, e atender as suas necessidades específicas. Excelente estratégia para pequenas empresas, além de se tornar um trabalho mais fácil, irá se adquirir uma qualidade de serviços e produtos muito superior.
Ser competitivo – É apenas estar no mercado com lucros normais. Também é uma estratégia em curto prazo, ou para empresas que não tenham empreendedores. Estratégia conservadora demais.


Ter os melhores preços do mercado – Estratégia boa para colocar o produto no mercado, em longo prazo é uma estratégia ineficaz, pois o cliente busca qualidade e preço. E com um lucro muito baixo, em longo prazo não existira investimentos em pesquisas de qualidade, com o tempo à empresa ira a falência, preço é conseqüência de uma empresa saudável e bem administrada.


Saber satisfazer o grupo que pretende atingir- Aqui está o papel do vendedor, investimento nos funcionários e cursos. Além de um bom estudo de mercado. Estratégia básica para empresas com um público seleto e de grande renda ou para empresas pequenas ou médias que buscam consagrar sua marca.

Classificação genérica de Michael Porter

Liderança de custos
Diferenciação do produto
Segmentação de mercado


Como explicado no post anterior. Uma empresa pode ter estes três aspectos dominantes ou se não for possível se especializar em dois pelo menos (Segmentação e diferenciação).

Quanto à inovação

Pioneiros
Seguidores imediatos
Seguidores tardios

"O maior erro que você pode cometerÉ o de ficar o tempo todo com medo de cometer algum".
Willian Shakespeare

Esta estratégia se trata de diferenciais de qualidade, ou você é o criativo ou copia, copia mais cedo ou mais tarde. Sempre seja inovador, por isso é importante arriscar, não se sabe o resultado se não tentar.

Estratégia de crescimento

Integração horizontal – A chamada fusão de duas empresas concorrentes ou a aquisição de uma empresa pela concorrente, com o intuito de crescer.

Integração vertical – Empresas produtoras da matéria-prima e do produto final se unem através de uma hierarquia e partilham um dono comum. Normalmente, cada membro da hierarquia produz um produto diferente e os produtos combinados satisfazem uma necessidade.

- Integração vertical a montante (para trás ou para nascente) - A companhia monta (ou adquire) subsidiárias que produzem componentes (inputs) dos seus produtos. Por exemplo, uma companhia de automóveis pode deter também uma fábrica de pneus, uma companhia de vidro ou de metal. O Controle destes fornecedores pretende criar o fornecimento estável dos componentes e assegurar a qualidade consistente do produto final.

- Integração vertical a jusante (para frente ou para poente)- A companhia monta (ou adquire) subsidiárias que distribuem ou vendem produtos aos consumidores ou que os incorporam no seu processo produtivo. Por exemplo: A Empresa francesa BRVP, produtora de software, comprou a empresa MediaGold (hoje Avanquest), uma empresa que se dedica à revenda no retalho de marcas independentes de Software. Outro exemplo: Uma empresa produtora de filmes que compra uma empresa que opera cadeias de cinemas.

- Integração vertical nos dois sentidos

Diversificação (ou conglomeração) – Empresas de outros ramos se unem ou compram empresas de outros ramos do comércio com o intuito de diversificar seus capitais.

Intensificação – Investimento interno da própria empresa, para ampliar o campo de ação da empresa, a produção ou para abastecer um novo mercado (podendo ser um novo produto ou um antigo, mas em outra região).



Gostou do post? Assine agora o nosso RSS feed



Links relacionados:

Marketing pessoal
As cores influenciam nas vendas
Marketing de serviços

4 comentários:

¤ Ð∂nïєℓα Pïrєﻜ ¤ disse...

Otimas dicas aqui hein, engraçado imaginei q iria gosta do seu post logo qdo vir as palavras do nada mais nada menos q o reverendo Martin Luther King, ele como sempre é perfeito
Vlw pelas dicas

Bjokas

Lu Said disse...

Boas dicas, mas muito politicamente correto, isso é exagerado.

Fernando Gomes disse...

eu me interesso por esse assunto..
marketing é sempre interessante..
continuem com o bom trabalho
;D

*GeNiO* disse...

Olá Amigo Passando pra dar uma visitinha...

:D

E gostei muito do blog !

Parabens !

FLw !