24 de mai de 2009

Taxa Selic

É a taxa média de juros que o governo brasileiro paga por empréstimos nos Bancos. Essa taxa serve para reduzir a inflação, pois quanto maior a taxa de juros menor será a inflação. Só que se aumentar muito a taxa, os bancos irão cobrar mais por empréstimos pessoais, pois é preferível emprestar para o governo(pela sua credibilidade) do que para os clientes individuais.

Image Hosted by ImageShack.us


DI = Taxa de juros de determinada operação
VE = Valor da operação de determinada operação
n = Número de operações

Veja o valor das taxas Selic por períodos:
www.portaldefinancas.com

Leia mais...

20 de mai de 2009

Poupança

A poupança é uma forma dos bancos captarem capital para empréstimo a clientes, enquanto para o poupador é uma ferramenta útil de deixar seu dinheiro seguro de imprevistos(roubos, perdas e etc) e da inflação do mercado (Clique aqui para saber mais como funciona a inflação).

O poupador recebe uma remuneração por deixar depositado seu capital. E essa remuneração é calculada da seguinte forma:

Image Hosted by ImageShack.us

a = taxa fixa, que é 1,005

b = taxa que varia de acordo com a tabela definida pelo Banco Central

TR = A Taxa Referencial foi criada em 1991 para servir como uma referência dos juros praticados no mercado financeiro. Este índice é utilizado principalmente para remunerar as cadernetas de poupança, as contas do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) e contratos de financiamento imobiliário.
A TR é calculada com base na rentabilidade média dos CDB's (Certificados de Depósitos Bancários) e RDB´s (Recibos de Depósitos Bancários), com prazos de 30 a 35 dias corridos emitidos por uma amostra composta pelas 30 instituições financeiras com maior volume de captação destes papéis.
Sobre essa média, intitulada TBF (Taxa Básica Financeira), aplica-se um redutor. Esta taxa não pode ter variação negativa. A TR é divulgada diariamente e vale por um período de 30 dias.

TBF = O cálculo leva em conta a TBF (Taxa Básica Financeira) - média das taxas dos CDB's (Certificados de Depósitos Bancários) das 30 instituições com maior volume de captação destes papéis - e um redutor.

R = Taxa de Redutor

Tabela definida pelo Banco Central (Valor de b)

-------------------------------------------------------------------------
Quando a TBF anual estiver acima de 16,0 = > b = 0,48
Quando a TBF estiver entre 15,0 e 16,0 = > b = 0,44
Quando a TBF estiver entre 14,0 e 15,0 = > b = 0,40
Quando a TBF estiver entre 13,0 e 14,0 = > b = 0,36
Quando a TBF estiver entre 10,5 e 13,0 = > b = 0,32
Quando a TBF estiver entre 10,0 e 10,5 = > b = 0,31
Quando a TBF estiver entre 09,5 e 10,0 = > b = 0,26
Quando a TBF estiver entre 09,0 e 09,5 = > b = 0,23
-------------------------------------------------------------------------

Veja o cálculo da poupança de hoje:

Image Hosted by ImageShack.us

Sites fontes e para pesquisar sobre:

Portal de Finanças

AE Investimentos

Debendures.com.br

Banco Central do Brasil

Leia mais...

Entenda melhor o que ocorre com as mudanças na Poupança

Antes de olhar esse tópico de uma olhada em Poupança (Clique aqui).

A poupança é uma forma dos bancos captarem capital para empréstimo a clientes, enquanto para o poupador é uma ferramenta útil de deixar seu dinheiro seguro de imprevistos(roubos, perdas e etc) e da inflação do mercado (Clique aqui para saber mais como funciona a inflação).

O que ocorre nesta nova mudança foi que a poupança agora ela está mais rentável que os fundos de investimento, e os investidores dos fundos de investimento acabam preferindo a poupança ao fundo.

Por que a poupança se tornou mais rentável?

Por que o rendimento da poupança varia pouco com a queda da Selic (veja mais sobre isso em poupança e mais sobre a taxa Selic), enquanto isso os fundos de investimentos variam proporcionalmente com a queda.

Veja o exemplo prático:

Image Hosted by ImageShack.us

O que vai ser feito?

Vai ser taxado um imposto de 20%(imposto sobre investimentos) em todo o rendimento de poupanças com mais de 50 mil reais. E apenas será taxado quando a taxa selic anual for menor ou igual a 10,5%.

Veja Exemplo:

Image Hosted by ImageShack.us

Leia mais...

15 de mai de 2009

Riqueza das nações

Descrição: “Uma investigação sobre a natureza e as causas da riqueza das nações, mais conhecida simplesmente como A riqueza das nações, é a obra mais famosa de Adam Smith. Composta por 5 livros (ou partes), foi publicada pela primeira vez em Londres, em março de 1776, pela casa editorial de William Strahan e Thomas Caldell. Uma segunda edição foi lançada em fevereiro de 1778, seguida por mais três edições: em 1784, 1786 e 1789, sendo esta a última edição feita em vida pelo autor.”(Wikipédia)

Nome Original: The Wealth of Nations

Nome Traduzido: Riqueza das nações

Autor: Adam Smith

Sumário:

Livro I: Divisão do trabalho e as trocas: o valor e os preços, o dinheiro e os rendimentos.

Livro II: Acumulação de capital.

Livro III: Desenvolvimento econômico.

Livro IV: Sistema comercial ou mercantilismo; o sistema agrícola ou a fisiocracia.

Livro V: Receita pública e as responsabilidades do Estado.

Número de Páginas: De 471 a 601

(Lembrando que não estamos infringindo os direitos autorais)

Link para Download: Clique aqui(inglês)

Ler On-line: Clique Aqui(Português)

Mais links:

Saiba mais sobre Adam Smith

Resumão

Pesquise Preços: Clique aqui

Leia mais...

A inteligência do corvo

Image Hosted by ImageShack.us

Muito bom os videos e reportagens sobre a inteligência dos corvos. Eles focam o problema e descobrem uma solucao criativa para tal.

"Os corvídeos, uma família de aves que inclui corvos e gralhas, têm surpreendido cientistas com sua capacidade de memória, habilidade de empregar raciocínios complexos e uma capacidade extraordinária de criar e usar ferramentas.

Betty, um corvo da Nova Caledônia, impressionou cientistas com suas habilidades de criar ferramentas, o que foi relatado pela primeira vez na revista científica Science em 2002."

Continue Lendo >>>

Veja o Vídeo Aqui


Outro vídeo sobre a inteligência dos corvos:

Leia mais...

Formas de motivar a equipe

Motivação pelo Medo: A motivação pelo medo apresenta dois grandes inconvenientes. Primeiro, durante o tempo de sua eficácia esse tipo de motivação condiciona negativamente a pessoa, que se torna incapaz de fazer qualquer coisa a não ser na base do ferrão. Segundo, ela vai tornando a pessoa imune ao medo, que passa a perder força como agente motivador.

Motivação por Incentivo: Outra forma de motivação é o incentivo, baseado no prêmio, na recompensa. A motivação por incentivo tem, entretanto, dois inconvenientes: depois de conseguida uma recompensa, a próxima terá de ser maior, ou seja, quando o individuo obtém uma recompensa, seu apetite fica satisfeito por ela e ela perde o poder de motivá-lo. Outro inconveniente é que, se o individuo nunca atingir a recompensa, ficará desencorajado, desistindo de tentar. Assim, a motivação por incentivo é sempre temporária porque decorre de um fato externo.

Motivação por Mudança de Atitude: As pessoas motivadas através de mudança de atitudes sabem o que querem da vida. Elas compreendem que as limitações que as impedem de alcançar suas metas são suas próprias atitudes e seu modo de pensar. Sabem ainda que precisam agir para conseguir resultados e não ficar esperando que o acaso venha colocar as coisas em suas mãos.

Fonte: Artigos Biz

Leia mais...

6 de mai de 2009

Exemplos reais e atuais de segmentação de mercado



Exemplos de empresas que tem segmentado seu mercado nestes últimos dias:

Vinicolas brasileiras apostam no público jovem e feminino

Com o consumo de vinho tinto estabilizado no país, as vinícolas focam no público jovem e feminino. Neste sentido, a grande aposta da Miolo para este ano é o Gamay 2009, que será apresentado na Expovinis. A temperatura ideal para seu consumo é de 10ºC a 12ºC -é, portanto, um tinto que deve ser bebido gelado, hábito incomum entre os brasileiros.
Continue lendo>>>

EUA terão empresa aérea exclusiva para animais domésticos

Uma empresa aérea voltada exclusivamente para o transporte de animais domésticos vai começar a operar nos Estados Unidos.

A Pet Airways, com sede em Delray Beach, na Flórida, vai voar para cinco cidades americanas, Nova York, Denver, Washington, Los Angeles e Chicago. O primeiro voo só para cães e gatos está marcado para o dia 14 de julho.
Continue lendo>>>

Gostou do post? Assine agora o nosso RSS feed

Leia mais...

Os 10 erros dos vendedores



1) Acreditar que o bom vendedor é aquele que fala muito e ouve pouco: O certo é ouvir o cliente, faze-lo falar sobre si mesmo, suas preocupações, suas necessidades e desejos. Somente após ouvir e interpretar o cliente é que o vendedor deve começar a demonstrar seus produtos e serviços, direcionando a conversa para a realidade que o cliente já disse para você.

2) Não gostar de gente: Quem não gosta de gente não pode trabalhar em vendas, em atendimento, em marketing. Vender é se relacionar com outro ser humano, igual a você, com necessidades e desejos, que podem ser satisfeitas com produtos e serviços.

3) Falta de um plano de visitação, vida e venda: Todo o profissional que atua na área comercial, precisa conhecer os seus clientes, saber qual a melhor hora, o melhor dia para visitar. Ter um plano de metas e objetivos, pessoal e profissional.

4) Não ter orgulho da profissão de vendedor: Venda é uma profissão de valor e muito rentável. Trabalhando em vendas você pode fazer a sua relação de clientes, o seu território de atuação, o seu plano de ação, de metas e objetivos. O mercado, os clientes, as empresas valorizam o bom profissional, o mais atualizado, aquele que atende melhor, que entende e satisfaz as preocupações de seus clientes.

5) Acomodação á pobreza: Isso pode ser traduzido como baixo ego-drive, a pessoa acomoda-se a uma determinada situação e, diz para ele mesma que, não esta bem, mas é o máximo que consegue fazer. Acomoda-se num padrão inferior, não sai para novos desafios, disputa de mercado, novos clientes, melhores resultados.

6) Não fazer pós-venda:
É um grande erro, pensar que vender tem somente um “ato”. No teatro da vida, o cliente precisa ser tratado e encantado em inúmeros “atos”.

7) Pensar: “Este cliente é meu e ninguém pega”: Cuidado este é um grande erro. Confiança excessiva pode deixar o vendedor displicente e acomodado. Trate o seu cliente como se ele fosse o único. Nunca esqueça que deve ter muitos outros vendedores tentando vender para o seu cliente.

8) Achar que, preço é a única coisa que os clientes querem. Achar que, quem tiver o menor preço vende mais e ponto final: Sua empresa, seus produtos e serviços, certamente devem ter vantagens e benefícios, para serem trabalhadas, sustentadas e argumentadas, antes de você cair na guerra de preço. Preço é um item de negociação, nunca esqueça que antes da negociação vem a argumentação e demonstração das qualidades e diferenciais do seu produto e da sua empresa. Quem esquece de argumentar, termina dando desconto e aumentando prazo.

9) Pensar “Nossos concorrentes são melhores que nós”: Ora, quem pensar assim, vai trabalhar na concorrência. Você deve lutar e sustentar o seu produto, o seu serviço e a sua empresa. Somente assim o cliente poderá acreditar e se convencer, para comprar o que você esta oferecendo.

10) Pensar “Eu sou mais sabido que meus clientes”:
O mercado é muito dinâmico, as mudanças estao ocorrendo com velocidade cada vez mais rápidas. As comunicações estao muito ágeis. O pior que pode acontecer, para um profissional é chegar na frente de um cliente desatualizado, sem informação, não conseguir responder às perguntas do seu cliente. Portanto, não seja convencido, achando que sabe mais do que o seu cliente, já vi muitos vendedores perderem vendas e clientes por acharem que sabiam tudo.

Fonte: www.artigos.biz

Gostou do post? Assine agora o nosso RSS feed

Leia mais...

Organograma do valor da marca



“Divide as dificuldades que tenhas de examinar em tantas partes quantas for possível, para uma melhor solução”.
René Descartes

É importante entender como é construído o valor de uma marca, por isso estarei apresentando um organograma passo-a-passo, para se ter uma melhor visualização.

(1)Segmentação de mercado, e uma estratégia de controle de qualidade de acordo com o perfil dos clientes.

(2)Diferenciais que são reconhecidos pelo cliente, e que elevam seu valor.

(3)Segmentação de mercado; extremamente importante ter o máximo de informações referente aos clientes alvo.

(4)Diferenciais preferencialmente simples e de baixo custo, mas de grande importância para os clientes (Benefício/Custo alto).

(5)Qualidades do produto que são visíveis ao cliente

(6)Estratégia de marketing utilizada; quanto mais segmentado melhor é. Pois reduz os custos e os resultados são maiores.

(7)Negociação com os distribuidores (que também são afetados pelo poder da marca)

(8)Qualidades do produto e qualidade dos serviços visualizada pelo cliente.

(9)Valor final da marca

Gostou do post? Assine agora o nosso RSS feed

Leia mais...

5 de mai de 2009

O vendedor chato



"Cada segundo é tempo para mudar tudo para sempre."
Charles Chaplin

Era uma vez um vendedor chato que queria ser um Campeão. Ele dizia pra todo mundo que seu gerente de vendas só sabia cobrar. Que seu cliente só sabia reclamar. Que sua empresa só sabia exigir. E que seu cônjuge só sabia torrar a paciência.

Não agüentando mais tanta insatisfação, o vendedor chato pediu ao Eterno Deus que lhe apontasse uma solução. Então, o Criador fez o vendedor chato adormecer e ele sonhou que um Anjo lindo se aproximou e lhe disse:" - Vou levar você para conhecer o Céu e o Inferno. Qual deles você quer conhecer primeiro?"

O vendedor chato pensou e respondeu: " - Ora, minha vida já está uma droga mesmo, então, para começar, vamos conhecer o Inferno.". E assim foram. Logo que chegaram no Quinto dos Infernos, o vendedor chato notou que o clima lá era perfeito, o vento era uma brisa acariciadora e o tapete da Natureza era de um verde exuberante. O vendedor chato perguntou: " - Ora, se esse é o inferno, eu quero morar aqui!" E o anjo respondeu:" - Calma, calma, espere para ver.

Quando o relógio da praça bateu 12h30, o Anjo Lindo apontou o Restaurante Infernal e convidou o vendedor chato para almoçar. Entraram e logo o vendedor chato notou que o restaurante era de ouro puro, as mesas de prata e que havia uma cortina de veludo brilhante. Uma mesa quilométrica apareceu com as melhores comidas do Universo: frutas deliciosas, pratos saborosíssimos, uma maravilha indescritível para os olhos e o estômago.

O vendedor chato notou que o Capeta Chefe apareceu e disse: " - Canalhada, é o seguinte: a prova de hoje consiste em almoçar usando esse garfo de 2 metros de comprimento. Mas sem truques: almocem segurando bem aqui na pontiha do garfo e, assim, levem a comida à boca, sem dobrar o braço, entenderam?

O vendedor chato, então, falou ao Anjo Lindo: " - Ora, mas isso é impossível, pois se eles segurarem na pontinha do garfo jamais alcançariam a boca." Pois foi o que aconteceu. Os moradores do inferno bem que tentaram, mas tudo foi em vão: a cortina se fechou e eles estavam mais famintos do que antes.

O Anjo Lindo, então, convidou o vendedor chato para conhecer o Céu. Viajaram alguns bilhões de anos-luz e chegaram no Paraíso do Criador. O vendedor chato levou um susto. O Céu era igual ao Inferno: havia o mesmo clima perfeito, a mesma brisa acariciadora, o tapete da Natureza de tão lindo era exuberante.

Foi, então, que o vendedor chato, ironicamente, disse:" - Agora, só falta a gente, na hora do almoço, encontrar um restaurante que seja de ouro puro, que tenha mesas de prata e... Mal ele falava quando foi transportado para o Restaurante Celestial: uma cortina de veludo brilhante doirado se abriu e mostrou uma mesa quilométrica com as iguarias mais gostosas e saudáveis, impossíveis de serem descritas por um cérebro humano.

O vendedor chato quase desmaiou de emoção quando notou que um Anjo Querubim apareceu e fez entrar os habitantes do Céu: quanto diferente eram dos magrelos e doentes do Inferno! O Anjo Queerubim reuniu o pessoal à mesa e faloucom voz divinal: " - Amados, é o seguinte: a prova de hoje consiste em almoçarem segurando esse garfo de 2 metros de comprimento. Vocês têm de pegá-lo bem na pontinha e levar a comida à boca, mas sem dobrar o braço, entenderam, meus queridos?

O vendedor chato se dirigiu ao seu Anjo Lindo e disse:" - Ora, isso é impossível, pois a distância entre a boca e o garfo no braço esticado é muito grande, eles não vãoconseguir. Por que, então, estão todos aí contentes e sorrindo?!" O vendedor chato não podia acreditar no que iria ver: os habitantes do Céu usavam o próprio garfo para colocar a comida gostosa um na boca do outro. As pessoas pegavam no garfo sem dobrar o braço e serviam o semelhante mais próximo e, ao mesmo tempo, eram servidos. Com o próprio garfo, alimentavam o colega.

O vendedor chato acordou de seu sonho. O Eterno Criador lhe mostrara o caminho do sucesso. O Céu e o Inferno eram iguais em tudo, exceto em uma coisa: o que tornava o Inferno um lugar insuportável e infeliz é que lá não havia cooperação. As pessoas eram egoístas, orbitavam apenas em si mesmas sem levar em conta o universo do Outro. Por estarem centradas em si mesmas, as pessoas do Inferno não conheciam o benefício de Servir. Por isso, eram doentes e infelizes. Servir é saúde para o Espírito e traz dinheiro vivo para o bolso. Concentre-se no outro e você enriquecerá. Orbite apenas em torno de si e você empobrecerá.

No Céu e no Inferno existiam os mesmos recursos, talentos e materiais. Em ambos, estavam os 6M: Meio Ambiente, Máquinas, Matérias-Primas, Mão de Obra, Métodos e Medidas. Mas num as pessoas eram felizes e, noutro,insuportavelmente tristes.

Sua empresa pode ser um Céu e um Inferno: depende apenas de sua atitude. Vá ao mercado pensando no prazer de ajudar. Motive-se pela Missão, não pela Comissão. Colaboração e cooperação são duas ferramentas da excelência.

O vendedor chato mudou sua postura. Hoje, seus colegas gostam dele. Seu gerente o admira. Sua empresa pensa em promovê-lo. E os clientes dizem que sentem prazer em fazer negócios com uma pessoa que tem um brilho diferente no olhar e no riso.

Fonte: www.draxrio.com

Gostou do post? Assine agora o nosso RSS feed

Leia mais...

4 de mai de 2009

Sites para aprender inglês pela Internet de Graça



“O conhecimento torna a alma jovem e diminui a amargura da velhice. Colhe, pois, a sabedoria. Armazena suavidade para o amanhã.”
Leonardo da Vinci

Hoje, os melhores conteúdos na web são os melhores, tanto na Internet como em livros. Se tiver interesse em se aprofundar em algum assunto é necessário saber pelo menos português e inglês. Além de melhorar seu currículo.

Claro que se fizer um curso pago em geral vai demorar menos tempo e irá ser um estudo mais focado. Tenho amigos que aprenderam realmente a falar fluentemente inglês em cursos de 1 ano.

Mas ai vai alguns sites para quem não tem muito tempo e dinheiro(a lista será atualizada constantemente conforme forem encontrados bons sites):

English Experts

ZapEnglish

Language Soutthere (não é todo o site que é gratuito)

Aprenda ingles (Exercícios de inglês – Bem feito o site)

BBC Brasil

Fórum em inglês

BabelMundo

Gostou do post? Assine agora o nosso RSS feed

Leia mais...

3 de mai de 2009

O Blog mais caro do mundo



O Blog BankHolic foi vendido por 15 milhões de dólares para o BankRate. O blog foi criado a cerca de 2 ano e era atualizado por apenas um homem de 22 anos(Johns Wu ), tendo aproximadamente 8000 visitas diárias únicas.

Considerando-se que seja um investimento de 5 anos, ele teria de render 3 milhões por ano; aproximadamente 250 mil dólares por mês. Seria o mesmo que cada um dos visitantes fizesse uma compra de U$ 31,25.

Qual seria o interesse do BankRate?

Leia mais (em inglês)

Fonte: www.reidacocadapreta.com.br

Gostou do post? Assine agora o nosso RSS feed

Leia mais...